quinta-feira, 1 de março de 2018

Paróquia comemora 12 anos de caminhada



01 de março de 2018: Aniversário da Paróquia
12 Anos de Integração e Caminhada

Por Decreto de Dom Antônio Wagner da Silva, Bispo diocesano de Guarapuava, a Paróquia São Pedro Apóstolo, hoje Paróquia São Pedro e São Paulo, foi instalada no dia 01 de março de 2006, neste mesmo dia Padre Carlos de Oliveira Egler tomava posse como primeiro pároco.
Padre Mário Zavirski teve uma breve passagem em nossa paróquia. Em 12 de março de 2011, Padre Mário celebrava a sua última missa como Vigário paroquial.
Em 13 de março de 2011, chegava a nossa paróquia como Vigário paroquial o Padre Itamar Abreu Turco.
Hoje nosso atual pároco é o Padre Mateus Gonçalves da Silva, que tomou posse dia 22 de fevereiro de 2013.
=======================================
PARÓQUIA SÃO PEDRO E SÃO PAULO: Desde sua origem, quando ainda éramos uma área pastoral, até nos tornarmos uma paróquia, este lugar sempre foi de muita convivência e alegria. Nesta Paróquia, seja na matriz ou em qualquer uma de nossas comunidades, muitos de nós crescemos, fomos batizados, recebemos a primeira Eucaristia, fomos crismados, alguns receberam o sacramento do matrimônio, outros partiram e muitos viram seus filhos e filhas seguirem o mesmo caminho. Enfim ao longo desses doze anos de trabalho e integração, vivemos momentos felizes e agradáveis. Mas também vivemos momentos de dúvidas e incertezas.
A criação da própria Paróquia foi um desses momentos. Afinal? O que mudaria? Quem iria conduzir esse processo de mudança? Vivemos momentos conflituosos, assim como as primeiras comunidades dos Atos dos Apóstolos. Mas aqueles que de fato entenderam e assumiram a proposta de Cristo, hoje estão convictos do que é ser Paróquia.
Ser Paróquia é ser Igreja, povo que se organiza. Ser Paróquia é ser gente, gente que não baseia e fundamenta sua fé na figura de uns e outros ou de A, B e C. Mas baseia e fundamenta sua fé na face de Jesus, e é a esse Deus que uma Paróquia organizada deve seguir, louvar, adorar e prestar culto. Durante estes doze anos podemos dizer que conhecemos mais profundamente a temática da partilha, vivenciada e construída através da ação do Espírito Santo, que fez nascer comunidades cristãs impulsionadas para o testemunho aberto e corajoso do nome de Jesus, isto é, para anunciar a palavra e a ação libertadora do Pai.
Esperamos que estes doze anos possam ter provocado o surgimento de uma grande novidade, que é transformar pessoas, relações e estruturas, que tenha provocado alternativas que se choquem frontalmente com os interesses particulares, fazendo brotar uma grande certeza.
Que ser Paróquia é ser uma grande família, comunidades unidas, organizadas e ligadas fielmente ao seu pastor na pessoa do pároco, tanto pela vivência comunitária como pelo empenho apostólico. Aqueles que entenderam tudo isso ao longo destes doze anos, podem cantar parabéns pra você.

Reinaldo Fonseca/Pascom paroquial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar o Nosso Blog e por deixar o seu comentário. Volte sempre!